top of page

ORTO-K: O segredo para uma visão nítida sem óculos ou lentes de contacto

Atualizado: 22 de ago. de 2023

Ortoqueratologia (ORTO-K)

ORTOQUERATOLOGIA (ORTO-K), é um tratamento, não-cirúrgico, do erro refrativo (miopia, hipermetropia e astigmatismo), através de lentes de contacto de uso noturno.


Como Funciona

A redução do erro refrativo faz-se através da remodelação da córnea.

Com o uso noturno de lentes de contacto especiais, a camada mais superficial da córnea (epitélio) é moldada de maneira a que haja uma redução do erro refrativo. Durante o dia não se usa óculos, nem lentes de contacto, e a visão é nítida.


Processo de moldagem da córnea com as lentes ORTO-K (ortoqueratologia), permitindo ter uma visão nítida sem óculos ou lentes de contacto.
Ilustração do processo de moldagem da córnea com a ortoqueratologia (ORTO-K)

As lentes devem ser usadas diariamente, no mínimo, durante 6 horas, no entanto, há casos em que o porte pode ser feito dia sim, dia não.


QUEM PODE FAZER ORTOQUERATOLOGIA?

Ortoqueratologia é ideal para crianças e adultos com graduações entre as -1,00 e -6,00 dioptrias de miopia e entre as +1,00 e +5,00 dioptrias de hipermetropia (ainda não é possível tratar hipermetropia na Clinoptica).

Atualmente apenas se consegue corrigir astigmatismos até -2,50 dioptrias, no entanto, estão a ser desenvolvidos novos desenhos de lentes para corrigir altos astigmatismos e presbiopia (vista cansada).

Os candidatos a este tratamento não podem sofrer de nenhuma patologia ocular.


Vantagens da Ortoqueratologia

  • Boa visão sem óculos ou sem lentes de contacto durante o dia.

  • É mais barato que a cirurgia.

  • Atrasa o desenvolvimento da miopia em crianças.

  • É confortável (as lentes são usadas durante o sono).

  • Não é um procedimento cirúrgico.

  • É reversível (se deixar de usar as lentes o erro refrativo volta ao valor original, o que parece ser uma desvantagem é na realidade a maior vantagem, pois não há uma invasão dos tecidos da córnea, fazendo com que não haja praticamente efeitos secundários).

  • Indicadas para quem não tolera as lentes de contacto devido a problemas alérgicos, olho seco, locais de trabalho empoeirados ou fatores ambientais.

  • Ideal para quem pratica desporto (principalmente de contacto ou aquáticos).

Desvantagens:

  • São necessárias várias consultas.

  • Durante os primeiros dias de uso das lentes a acuidade visual pode ser insatisfatória e flutuante.

  • É necessário colocar sempre as lentes, de contrário a córnea volta à sua forma original.

  • A taxa de sucesso é alta, mas nem sempre pode ser garantida.

  • A duração do tratamento é variável de pessoa para pessoa.

  • É necessário cumprir rigorosamente todas as instruções dadas, no que respeita às visitas de seguimento bem como aos procedimentos de limpeza.



RISCOS DA ORTOQUERATOLOGIA

A ortoqueratologia já é praticada desde o início dos anos 60 e estudos científicos não documentaram qualquer risco para a saúde ocular.

No entanto, todas as lentes de contacto, quer sejam de porte diurno, quer sejam de porte noturno, têm sempre um risco associado de irritação ocular, que pode ser causada por alergias, redução dos níveis de oxigénio ou por estimulação mecânica. Com a remoção das lentes estes sinais rapidamente desaparecem.

A probabilidade de acontecerem complicações mais graves como infeções ou úlceras corneanas é muito baixa. Normalmente estão associadas ao não cumprimento das regras de limpeza das lentes de contacto (por ex. usar água da torneira para limpar as lentes).

A distorção visual pode ocorrer temporariamente caso a lente se descentre durante a noite implicando uma diminuição da visão, mesmo com óculos.


PROTOCOLO DE ADAPTAÇÃO

1ª VISITA Avaliação do erro refrativo, análise topográfica da córnea e análise da saúde ocular. Encomenda das lentes.

2ª VISITA Ensaio, durante 30 minutos, das lentes. Avaliação da adaptação. Ensino da colocação e remoção das lentes bem como dos procedimentos de limpeza. Dorme com as lentes.

3ª VISITA Após a 1ª noite de uso, logo pela manhã, com as lentes colocadas, avalia-se a adaptação das mesmas. Removem-se as lentes e avalia-se o erro refrativo, análise topográfica e a saúde ocular.

4ª VISITA Após uma semana de uso. O procedimento é igual ao da 3ª visita. Por esta altura já deve haver uma estabilidade visual, caso não exista serão recalculadas novas lentes para uma nova adaptação.

5ª VISITA Após 1 mês de uso, ao final do dia, sem lentes de contacto. A visão deve ser satisfatória.

6ª VISITA Após 3 meses de uso.

7ª VISITA Após 6 meses de uso.

8ª VISITA Após 1 ano de uso.

VISITAS DE SEGUIMENTO DE 6 EM 6 MESES




Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page